Blog
Atualidades
Mineração no Brasil: o profissional desejado pelo mercado

Mineração no Brasil: o profissional desejado pelo mercado

A mineração sempre ocupou um espaço significativo na economia do Brasil. Desde que o país era uma colônia portuguesa, a extração de minérios e pedras preciosas já se estabelecia como uma atividade importante.

 

Nos dias atuais, o setor da mineração é responsável por boa parte da arrecadação financeira do Brasil, sendo considerado básico para a economia. Segundo dados divulgados recentemente pelo governo, o setor de mineração atingiu um superávit de US$ 11,5 bilhões no primeiro semestre de 2017, representando 21% de todas as vendas externas realizadas pelo Brasil no mercado externo.

 

Matérias-primas como carvão metalúrgico e potássio, tiveram um bom desempenho, porém, o que se destacou foi o minério de ferro. O produto corresponde a 44% de todo o comércio exterior do país no setor mineral.

 

A indústria da mineração brasileira atrai muitos investimentos e é um retorno financeiro garantido quando bem explorado. Por isso, é necessário que haja profissionais qualificados para lidar com as demandas deste setor.

 

Quem é o profissional da mineração?

 

A área de mineração é muito ampla, possibilitando que profissionais realizem especializações variadas e trabalhem nos setores disponíveis.

 

O profissional formado nos cursos de Mineração e Petróleo & Gás pode trabalhar na exploração, produção e comercialização de petróleo, gás natural e minério. Os principais locais de atuação são refinarias, mineradoras, no setor de serviços, entre outros.

 

Engenheiros também têm o seu espaço na área de mineração. As engenharias de minas, química, mecânica, ambiental, metalúrgica e de produção, formam profissionais qualificados para atuar nos diversos setores de mineração.

 

Esses profissionais são responsáveis por conduzir e controlar os processos de produção e serviços de manutenção desenvolvidos nas áreas de mineração, distribuir o uso dos recursos ambientais em toda a extensão da área, acompanhar a execução de manutenções preventivas, corretivas e muito mais.

 

Os Geólogos estão aptos a fazer mapeamentos geológicos, planejamento e execução de todas as etapas de pesquisa incluindo logística, amostragens geoquímicas, levantamentos geofísicos, programas de sondagens, integração de dados, elaboração de relatórios e avaliação de áreas.

 

Profissionais que realizaram cursos técnicos são muito importantes na área também, já que acompanham diariamente a rotina da manutenção, fornecem orientação técnica a equipe, avaliam processos, metodologias e atividades, buscando sempre os melhores resultados.

 

São técnicos aptos para a área de mineração, profissionais que realizaram cursos de geologia, mineração, mecânica, meio ambiente e eletroeletrônica.

 

Por mais que existam diversos cursos que possibilitem o profissional a atuar na área de mineração, o mercado carece de especialistas, e muitas vezes apenas a graduação não é o suficiente para ser um profissional atrativo para este setor.

 

Calma! Pode parecer confuso o fato de um setor básico carecer de profissionais sendo que está em alta. Nós, do Mining Tips vamos te ajudar a entender.

 

A cada dia que passa, mais pessoas se formam em cursos que possibilitam a atuação na área de mineração, entretanto esses profissionais não ampliam o seu currículo profissional e  param de se especializar mesmo diante de várias oportunidades.

 

Essa pausa traz dificuldades para a contratação de novos funcionários já que o profissional disponível é raso e não tem todas as qualificações necessárias para ocupar os cargos disponíveis.

 

Continue com a gente para ver qual é o perfil do profissional que as grandes empresas buscam!

 

O perfil do profissional desejado no mercado de mineração

 

- Proativo: o mercado valoriza cada vez mais colaboradores que possuem essa característica. Esse profissional realmente veste a camisa da empresa e busca constantemente por conhecimento. O que o torna diferente dos demais é a iniciativa!

 

Assumindo o controle e a responsabilidade pelas suas próprias ações, esse colaborador planeja cuidadosamente as suas ações em busca de alcançar os objetivos da empresa e consegue antecipar problemas. Ele não trabalha apenas pensando no presente, mas também no que é capaz de trazer resultados positivos para o negócio no futuro. E todas essas ações são feitas sem a necessidade de supervisão constante. As atitudes são próprias do funcionário.

 

- Fluente em idiomas: possuir um segundo idioma já não é um diferencial e sim uma necessidade de mercado. As empresas buscam por profissionais que possam  representá-las não apenas no mercado nacional.

 

A comunicação com investidores, reuniões com gestores e as melhores vagas de emprego pertencem ao profissional que possui um segundo idioma, já que ele estará mais preparado para atender maiores desafios e romper barreiras de negócios pela empresa.

 

- Interessado: muitos colaboradores não possuem interesse em saber sobre o andamento da empresa. Apenas entram e saem todos os dias, fazendo especificamente o que lhes foi designado. Não procuram saber sobre o crescimento da empresa ou sugerem ideias para resolver e melhorar processos.

 

Sabe qual é o diferencial de uma colaboradores assim? Nenhum. As empresas estão cheias aos montes desse tipo de profissional e por isso, no momento da contratação é mais atraente optar por um colaborador que demonstra estar disposto a crescer com a empresa.

 

- Objetivo: nesse caso estamos falando de profissionais que conseguem aplicar e aprimorar os processos criados pela  empresa. Ele assume a responsabilidade da sua função, sem desperdício de tempo ou recursos, para que consiga atingir os resultados esperados com eficiência.

 

- Responsável: um colaborador que possui essas características assume as suas ações independentemente das consequências, além de cumprir a sua função dentro dos prazos estipulados. Essa característica é um pouco mais rara de encontrar já que por medo das consequências, muitos profissionais não assumem os seus erros, o que é muito prejudicial para as empresas.

 

- Qualificado: como dito anteriormente, muitos profissionais após realizarem um curso técnico ou de graduação param de se qualificar. Esse é um grande erro.

 

A qualificação é fundamental para conquistar boas vagas de emprego e ascender profissionalmente. O mercado está a procura de pessoas que estão em constante busca por conhecimentos e habilidades na sua área de atuação.

 

Agora vamos refletir!

 

Como profissional, quantos dos tópicos acima você tem para oferecer a uma empresa?

 

Não espere que mais oportunidades passem por você sem que seja possível conquistá-las. Se você já atua na área ou não, mover-se é de extrema importância, seja para ingressar no mercado de trabalho, quanto para conquistar melhores salários e posições de carreira onde você se encontra.

 

E o que você acha da ideia de já iniciar essa jornada? Aproveite a oportunidade de se aproximar ainda mais das características valorizadas pelas grandes empresas de mineração através do Curso de Inglês Técnico Mining Tips. O curso dividido em 6 módulos é voltado para a área de mineração, sendo:

 

Módulo 01: Visão Geral e Exploração Mineral

Módulo 02: Geologia e Mina

Módulo 03: Beneficiamento Mineral

Módulo 04: Logística do Minério

Módulo 05: Saúde & Segurança, Meio Ambiente e Comunidades

Módulo 06: Fechamento de Mina e Material Bônus

 

Cada módulo possui três etapas que facilitam o aprendizado e preparam para o dia a dia no setor. O curso é feito a distância, e pode ser acessado através de smartphones e computadores, abordando os temas com procedimentos relacionados a contextualização técnica, gramática prática e redação técnica com o vocabulário específico da área de mineração.

 

Aprenda inglês em um curso que conversa com a sua área e sonhos profissionais. Conheça o Curso de Inglês Técnico Mining Tips e adquira os diferenciais para ser um profissional desejado pelo mercado!

07 / Dez / 2018
Mining Tips

Comente esta publicação